Constelação Familiar

Trata-se de recente método psicoterapêutico que estuda os padrões comportamentais de grupos familiares através de suas gerações. Seu criador, o psicoterapeuta alemão Bert Hellinger, deparou-se com esse fenômeno nos anos 70, após observar os estudos de Virginia Satir, psicoterapeuta americana, que analisava as chamadas “esculturas familiares”. Atualmente é estudada, em âmbito nacional e internacional, a aplicação do método de maneira integrada às estratégias de solução de conflitos. A Coordenadoria da Cidadania, na pessoa de seu gestor, participa de estudos sobre o tema visando à aplicação dessa ferramenta com o escopo de fortalecimento das ações de cidadania.