Corregedoria realiza correição ordinária na Comarca de Tocantinópolis

Em continuidade ao cronograma previamente estabelecido, a Corregedoria-Geral de Justiça do Estado do Tocantins (CGJUS/TO) deu início nesta segunda-feira (26) a correição ordinária geral nas serventias judiciais e extrajudiciais da Comarca de Tocantinópolis-TO, aproximadamente 535 km de Palmas-TO.

O ato solene de abertura dos trabalhos contou com a presença do Corregedor-Geral de Justiça, Desembargador João Rigo Guimarães.

“Correição é um trabalho de rotina da Corregedoria. Compete à Corregedoria acompanhar de perto nossos juízes e os nossos fóruns. Nosso principal objetivo com essas atividades é oferecer orientação e o apoio necessário para que tenhamos uma melhor prestação jurisdicional nas unidades judiciárias de primeiro grau”, declarou o Desembargador João Rigo Guimarães ao abrir a correição.

Magistrados titulares da Comarca, os Juízes Ariostenis Guimarães Vieira (Juiz Diretor do Foro) e Helder Carvalho Lisboa (Vara Criminal), afirmaram que estão, assim como os servidores da Comarca, à disposição da Corregedoria durante os trabalhos de correição. “Todos temos nos esforçado diuturnamente, apesar das dificuldades, para sempre prestar uma boa prestação jurisdicional”, declarou o juiz Ariostenis Guimarães Vieira.

Participaram ainda do ato solene de abertura da correição os Juízes Auxiliares da CGJUS/TO, Adonias Barbosa da Silva e Márcio Barcelos Costa; representando o Ministério Público Estadual, o Promotor de Justiça, Eurico Greco Puppio; o Defensor Público, Dianslei Gonçalves Santana, representando a Defensoria Pública; a advogada Fernanda Mesquita, representando a subseção da OAB/TO em Tocantinópolis; o Delegado da Polícia Civil de Tocantinópolis, Tiago Daniel Moraes; a Delegada Titular da Delegacia da mulher, da criança e do adolescente de Tocantinópolis, .Livia Rafaela Almeida de Vasconcelos e o Comandante da 5ª CIPM de Tocantinópolis, Tenente-Coronel Valdemi Silva Reis.

Correições

De acordo com o Regimento Interno da CGJUS/TO, o órgão deve realizar correições ordinárias gerais em ao menos dez unidades de primeiro grau de jurisdição ao longo do ano. O normativo estabelece ainda que a Corregedoria-Geral de Justiça deverá publicar calendário das correições gerais ordinárias a serem realizadas no ano. Desta forma, em conformidade com o cronograma estabelecido na Portaria nº 303/2019 - CGJUS/CACGJUS (publicada no DJe nº 4445 de 20/02/2019), estão previstas correições em 24 (vinte e quatro) comarcas no ano de 2019.

Texto/Fotos: Corregedoria-Geral de Justiça do Estado do Tocantins