Magistrados e coordenador de Gestão Estratégica representam o TJTO no 16º Encontro Nacional do Poder Judiciário

O juiz auxiliar da Presidência Manuel de Faria Reis Neto, a juíza auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça, Rosa Maria Gazire Rossi, o coordenador de Gestão Estratégica, Estatística e Projetos, João Ornato Benigno Brito, e a chefe de gabinete da desembargadora Maysa Vendramini Rosal, Lívia Guimarães, representam o Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) no 16º Encontro Nacional do Poder Judiciário, nesta segunda e terça-feira (21 e 22/11), no Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília (DF). Durante o evento, serão aprovadas as metas nacionais e específicas do Judiciário para 2023.

A solenidade de abertura do encontro foi realizada na manhã desta segunda, com a presença da presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Rosa Weber; e do corregedor nacional de Justiça, ministro Luis Felipe Salomão.

A conferência magna abordou o tema “Desafios e perspectivas do Poder Judiciário em 2023”, ministrado pelo professor de Direito da Fundação Getulio Vargas de São Paulo, Oscar Vilhena Vieira.  Também foi discutido “Panorama dos Tribunais Superiores – resultados alcançados em 2022”.

Votação das metas

No período da tarde, foram realizadas reuniões setoriais dos segmentos de justiça e votação das Metas Nacionais do Poder Judiciário para 2023. Também ocorreu a reunião setorial da Corregedoria Nacional de Justiça.

Prêmio CNJ de Qualidade

Nesta terça-feira, está prevista a premiação dos tribunais agraciados pelo Prêmio CNJ de Qualidade e painel para discutir “A essencialidade do juiz e o cumprimento de metas no Poder Judiciário”, com a participação dos conselheiros: Luiz Philippe Vieira de Mello Filho, Salise Monteiro Sanchotene e Richard Pae Kim. Ainda está programada a plenária de anúncio das metas nacionais para 2023.

Encontro

O 16º Encontro Nacional do Poder Judiciário reúne presidentes e corregedores dos Tribunais e representantes dos Tribunais na Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário. O objetivo é monitorar a Estratégia Nacional do Poder Judiciário 2021-2026, apresentando principais resultados do ano corrente, bem como ações, projetos ou políticas judiciárias.

Texto: Neuracy Viana

Comunicação TJTO (com informações do CNJ)