TJTO avança e conquista novamente a Categoria Ouro do Prêmio CNJ de Qualidade

Destaque em mais um ano pelo reconhecimento das boas práticas dentro dos eixos temáticos - governança, produtividade, transparência, dados e tecnologia -, o Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) manteve-se na Categoria Ouro do Prêmio CNJ de Qualidade 2022, cujo resultado foi divulgado na manhã desta terça-feira (22/11). A premiação, que estimula os tribunais a buscarem excelência na gestão e no planejamento de atividades, com aumento da eficiência da prestação jurisdicional, ocorreu durante o 16º Encontro Nacional do Poder Judiciário, realizado no Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília (DF).

Com 70,32%, o TJTO ficou em quarto lugar dentro da Categoria Ouro para os tribunais da justiça estadual, que teve o Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) em primeiro. No geral, o TJTO ficou na sétima posição entre os tribunais da justiça estadual, à frente, por exemplo, dos Tribunais de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) e do Rio Grande do Sul (TJRS), ambos de grande porte.

Empenho de todos

“A manutenção do Ouro no Prêmio CNJ de Qualidade é o resultado do empenho de todos na busca de celeridade e melhoria dos serviços prestados aos jurisdicionados dentro do nosso objetivo de oferecer Justiça para Todos, como bem apregoa o lema de nossa gestão. Agradecemos aos magistrados, servidores, cedidos, disponibilizados, terceirizados e estagiários, que contribuem não apenas para a conquista de prêmios como esse, mas para o crescimento e fortalecimento do Judiciário tocantinense”, destacou o presidente do TJTO, desembargador João Rigo Guimarães.

Avanço

Em relação ao prêmio de 2021, o TJTO avançou no percentual e saiu de 69,05% para 70,32% em 2022. O Judiciário tocantinense também subiu uma posição em relação ao ano passado, quando ocupou o quinto lugar dentro da categoria ouro.

Participações

Segundo o Conselho Nacional de Justiça, todos os tribunais participam do Prêmio CNJ de Qualidade, incluindo os tribunais superiores, os 27 Tribunais de Justiça (TJs), os cinco Tribunais Regionais Federais (TRFs), os 24 Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs), os 27 Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e os três Tribunais de Justiça Militar (TJMs) dos estados.

O Prêmio foi criado em 2019 e substituiu o antigo Selo Justiça em Números, implementado desde 2013. Nos dois primeiros anos do novo prêmio, o TJTO também ficou entre os premiados, mas na Categoria Prata.

Confira aqui a lista dos premiados 

Texto: Samir Leão
Comunicação TJTO